• Home
  • keyboard_arrow_right Podcast
  • keyboard_arrow_right Destaque
  • keyboard_arrow_rightPodcasts
  • keyboard_arrow_right
  • keyboard_arrow_right Papo Cloud 053 – 3 oportunidades que perdemos em não usar Cloud Computing
play_arrow

Podcast

Papo Cloud 053 – 3 oportunidades que perdemos em não usar Cloud Computing

Vinícius Perrott 12 de janeiro de 2020 892 100 2


Background
share close

3 oportunidades que perdemos em não usar Cloud Computing que podem fazer todo diferencial para o negócio das empresas que seria interessante você ficar ligado.

Bem-vindo ao Papo Cloud podcast. Eu sou Vinicius Perrott e aqui, o Papo é Cloud!

Oportunidades vem e vão no mundo dos negócios independente da era, momento econômico do país ou continente.

Mas, as oportunidades que surgem nem sempre são tão fáceis de serem observadas e passam batidas pelo mercado e acabam desparecendo na mesma velocidade que surgiram.

Em 2006 trabalhava em uma empresa que tinha como função ofertar empréstimos para empreendedores autônomos, isso muito antes de surgir a regularização e o cadastro do MEI – Micro Empreendedor Individual.

Um das tecnologias que estava acessível para comprar era os Pocket PC, os precursores dos SmartPhones, eles tinham Wi-fi, transferência de arquivos por Bluetooth, edição de documentos, aplicativos, jogos, navegador, editor de texto e câmera.

Claro que em qualidade bem reduzida em comparação aos primeiros SmarthPhones.

Interessante que para se conceder crédito ao empreendedor existia a função do Agente de Crédito, que era um profissional, que basicamente visitava o empreendimento como açougue, padaria, barraca de espetinho, fiteiro ou qualquer coisa que o empresário tinha, poderia ser até quem fazia bolos em casa.

Nessas visitas eram feito um levantamento completo utilizando um gestionário com 12 páginas, o Relatório Sócio Econômico como era chamado tinha como principal função criar um perfil do empresário e do seu negócio, assim a concessão do crédito era direcionado para o perfil de cada empreendimento.

Bem… o ponto que mais me incomodava nesse processo era exatamente quando o agente de crédito voltava para uma das agências e começava a ter que digitar todo o questionário no sistema que já era WEB e acessível de qualquer computador conectado à internet.

Era 2006 e computadores e internet nas casas das pessoas ainda era algo considerado item de luxo e nada de Home Office fazia mito sentido para a grande maioria das pessoas na época certo?

Além de existirem os Pocket PC no mercado estava surgindo cada vez mais modelos dos chamados Netbooks que nada mais era do que um Note book com capacidade menor, sendo mais baratos do que os note book, porém ainda mais caros do que os Pocket PCs.

A oportunidade que analisei na época foi entender como aquelas duas tecnologias poderiam de alguma forma acelerar ao máximo a cadeia do processo de concessão de crédito.

Mas para isso eu teria que entender como funcionava na prática a cadeia como um todo.

Para resumir o que eu fiz inicialmente foi assim.

  • Passei a visitar junto com os agentes de crédito os clientes de suas carteiras;
    • Nesse processo eu levei praticamente 30 dias, tendo visitas na parte da manhã ou na parte da tarde;
    • Legal que conheci histórias incríveis de diversas pessoas que davam tudo pelo seu negócio;
  • Depois, passei a digitar cada levantamento sócio econômico no sistema, e como tinha muita coisa pra digitar;
    • Como eu era o Eu QUIPE (o famoso faz tudo da TI por só ter eu mesmo), alguns chamados de TI eu resolvia depois do expediente, já que a prioridade era o crédito;
  • Alinhei com a pessoa que fazia os malotes de transferência dos empréstimos e enviava para o banco em fazer a atividade dele;
    • Depois de uma semana aprendendo ele saiu de férias e passei 30 dias responsável por toda a comunicação entre o banco e os empréstimos;
  • Em seguida, fui aprender como era o controle financeiro, boletos pagos, em atraso, comissão dos agentes, comunicado aos clientes, e um monte de coisa;
    • O legal que aprendi com a minha chefe na época que era a Diretora Administrativa e Financeira da empresa;
  • Houve vários outros processos que participei, mas no fim eu tinha não somente mapeado toda a cadeia, desde a captação em campo, liberação e controle do empréstimo, mas pude descobrir como as coisas estavam interligadas diretamente ou indiretamente;

Depois de praticamente 90 dias nessa imersão do que é um microcrédito, fui concluir o meu estudo apontando as vantagens de cada tecnologia Pocket PC versus Net books.

Mais a frente você vai descobrir qual foi a tecnologia vencedora.

Uma coisa que você sabe que é vencedor, é ouvir aos podcast aqui do Papo Cloud e como você já sabe, mas não custa lembrar, toda a transcrição desse programa você vai encontrar em papo.cloud/053.

E olha só, temos dois assinantes dos planos de apoiadores no PicPay.

Arthur e Samuel já estão aqui no Papo Cloud ajudando a melhorar cada vez mais esse programa, e VOCÊ TAMBÉM PODE AJUDAR!

Baixe o aplicativo PicPay nas lojas do Android ou iOS e busque por Papo Cloud, você pode contribuir mensalmente a partir de R$3,50 é menos que um cafezinho na padaria.

Aqui vale uma dica de um amigo ouvinte.

Se você quiser fazer uma contribuição além dos planos indicados no aplicativo PicPay lá no perfil do Papo Cloud, você tem uma outra forma de fazer a sua contribuição que é procurando pelo meu perfil no PicPay @viniciusperrott.

O PicPay é uma das formas mais simples e rápida de você poder ajudar o Papo Cloud então vou repetir, busque no aplicativo PicPay por @viniciusperrott.

E agradeço a dica do amigo Nadilson!

Quer ajudar ainda mais o Papo Cloud?

Mande seu comentário, estamos no Instagram e Twitter com @papocloud, visite nosso site papo.cloud e assine nossa News, se tiver algum tema ou sugestão escreva para [email protected].

Aproveitando os recados, você já acessou o novo site do Papo Cloud?

Se ainda não, aproveite que você está escutando esse episódio e dá uma navegada no site, lá você vai encontrar transcrição de todos os programas, links de referência para aprofundar seus estudos e conhecimentos, parceiros do Papo Cloud e muito mais.

E se você já acessou o site, deixe um comentário e conte o que você está achando.

A sua opinião é muito importante para melhorarmos mais e mais, pois todo o conteúdo produzido aqui no Papo Cloud é sempre pensado em trazer relevância e informação útil para o seu dia a dia.

Há, e antes de voltarmos ao tema do episódio, no final desse programa tenho um recado bem legal pra você, então vamos nessa.

Recados dados, vamos ao tema do nosso programa.

3 coisas que durante o processo de avaliação e estudo das tecnologias em 2006 ainda são válidas nos dias de hoje para projetos de Cloud Computing.

Primeiro – Time to Market

Em geral independente do segmento de mercado, seja comércio, indústria, serviços ou qualquer que seja, existe algum produto ou serviço que será lançado no mercado muito em breve.

Saber mensurar esse tempo requer profundo conhecimento do que está se fazendo e quais são as ferramentas disponíveis para te auxiliar nessa etapa, e sim, Cloud Computing é uma ferramenta.

O Time to Market vai muito além de lançar antes da concorrência um determinado produto, em alguns casos o primeiro não necessariamente é quem vai ganhar o mercado, mas as vezes lançar seu produto ou serviço desenvolvido com a tecnologia mais aderente ao negócio é o TIME que você busca.

A velocidade em muitos casos é calculada de forma errada por alguns times, ter tempo para conhecer os processos e como as coisas funcionam, garante maior taxa de sucesso.

Até um exemplo bem batido e já muito falado e você já deve estar cansado de ter ouvido é o case do iPhone, já existia celular, já existiam dispositivos sensíveis ao toque, já tinha rede de dados e um monte de coisas que vimos ser lançado no iPhone, mas foi nesse lançamento que as coisas passaram a fazer sentido juntas.

Claro que teve um monte de outras coisas envolvidas no lançamento do iPhone, mas acho que foi entendeu o ponto.

Segundo – Melhoramento do processo

Quando você decide aprender uma nova tecnologia, antes de começar os estudos já se perguntou qual ou quais problemas você busca resolver e com isso o seu foco é entender a tecnologia por si só ou é algo mais direcionado?

Quanto mais você poder entender a cadeia dos processos, mas claro fica a necessidade de estudar tecnologias direcionadas a resolver ou aperfeiçoar cada etapa.

E mais uma vez, melhorando o processo, melhoram os resultados e conseguintemente mais clientes.

Claro que isso não se trata de uma formula mágica e que basta entender tudo em sua volta que vai estar resolvido, se fosse assim seria bom demais, porém no mundo real as coisas são diferentes, mas a cada entendimento e evolução tecnológica melhores são suas chances na batalha do mercado.

Terceiro – Estude sem preconceito

No meu projeto de 2006 estudei como era esse tal de Pocket PC, em geral era algo pouco utilizado no mercado, eu mesmo não conhecia nenhuma empresa em Recife que utilizasse para poder entender como era a experiência.

Então quando estiver analisando Computação em Nuvem vá além da Infraestrutura como Serviço e busque entender recursos além do básico da nuvem.

Normalmente tendemos a estudar somente o que já entendemos, como se quanto mais entendermos da uma coisa só, mas bem aprofundada teremos resultados melhores, em alguns casos sim já em outros a prática tem mostrados novos resultados.

E aí o que achou?

Você já passou por algum projeto assim?

Manda lá no Instagram @papocloud seu comentário e compartilhe conosco sua experiência.

Não se preocupe, na transcrição desse programa você vai encontrar todos os pontos citados aqui, ficando mais fácil para construir suas anotações.

E revelando quem foi o vencedor da batalha entre o Pocket PC versus Net book

O vencedor foi o Pocket PC.

Especificamente o Palm OS Z22.

Se você não sabe que equipamento é esse vou deixar na transcrição uma foto para você saber do que estou falando.

E quais foram os principais motivos do Palm OS Z22 ter ganho?

Valor

O Palm custava uns R$ 300,00 cada e o Net book cerca de R$ 900,00.

Mas Vinicius, a aplicação já estava pronta e era Web não seria melhor um Net book?

Bem… em linhas gerais sim, mas não tinha internet 3G fácil e acessível economicamente para ser contratada na época.

Um outro fator foi.

Mobilidade

Com o Palm cabendo no bolço e na palma da mão era muito mais simples de usar e a bateria durava muito mais tempo que o Net book.

E a aplicação como foi resolvido?

Aí foi um fator chave, basicamente criar uma aplicação para a plataforma Palm OS não era coisa do outro muito e foi rápido para a empresa que desenvolvia o sistema principal em Web criar algo para o Palm, depois de alguns testes em campo o projeto nasce.

E o tempo de coletar os dados dos clientes desde o cadastro sócio econômico, e ter o crédito já na conta do cliente foi de simplesmente 5 dias úteis para menos de 24 horas.

Ter o malote pronto para ser enviado para o banco era coisa de 2 a 3 horas, o banco passou ser o ofensor da cadeia do processo como um todo.

Teve uma economia também em papel é claro. Já que deixamos de imprimir e guardar os cadastros dos clientes.

No final do processo era necessário apenas uma folha de papel que tinha todas as informações lá o resto estava no sistema.

E aqui vai o recado para você!

Como você sabe, aqui no Papo Cloud temos a Papo Cloud Podcast que é um programa com uma abordagem mais ampla sobre um determinado tema, tem o Tá Na Nuvem que são lançados nas quartas e sextas e o upTUdate quando surge alguma empresa parceira.

Tenho recebido comentários nas redes sociais pedindo que fosse lançado mas episódios do Tá Na Nuvem durante a semana.

Achei a ideia bem legal, mas para saber se lançar mais um Tá Na Nuvem durante a semana estaria agregando conteúdo para você eu conto com a sua ajuda.

A média de downloads por mês aqui dos podcast estão em torno de 1500 ao total, para saber se mais um Tá Na Nuvem estaria agregando em um maior conteúdo para você, eu preciso da sua ajuda.

Quando atingirmos 2000 downloads por mês dos podcasts vou lançar mais um Tá Na Nuvem, passando de 2 episódios por semana para 3 episódio na grade oficial do podcasts.

Então vai ser assim, quando atingirmos 2000 downloads por mês, teremos mais um Tá Na Nuvem por semana.

Conto com sua ajuda!

Indique os episódio para seus amigos e quanto mais pessoas ouvir o Papo Cloud, mas rápido teremos mais um Tá Na Nuvem na nossa programação oficial do podcast.

E se você está planejamento contratar serviços em nuvem ou já tem algum serviço implantado e queria revisar o seu planejamento para entender se está bem arquitetado, mande um e-mail para [email protected] que posso marcar um bate papo para te ajudar no seu projeto.

E ai?!

Tá na nuvem!

———

Apoiador(es) PicPay:

Arthur Moura

Samuel Camelo

E para o nosso último recado, se quiser participar do nosso grupo no Telegram, acesse http://bit.ly/papocloudtelegram
Veja outros podcast em https://www.papo.cloud/podcasts

  • cover play_arrow

    Papo Cloud 053 – 3 oportunidades que perdemos em não usar Cloud Computing
    Vinícius Perrott

Tagueado como: , .

Avaliar a postagem
Episódio anterior
Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.