play_arrow

Podcast

Papo Cloud 064 – Dia Mundial do Backup

Vinícius Perrott 31 de março de 2020 1531 100 2


Background
share close

Qual melhor tipo de backup, LTO, Storage, Cloud Computing? Hoje dia 31 de março, dia mundial do backup, qual é o backup que você tem em seu ambiente de TI?

clique aqui e assine

Bem-vindo ao Papo Cloud podcast. Eu sou Vinicius Perrott e aqui, o Papo é Cloud!

E se todos os dados da sua empresa fossem perdidos, o que você faria?

Perguntinha cavernosa de ser feita nos dias de hoje.

Mas vamos lá!

Desde quando as empresas começaram a se informatizar lá por volta da década de 80 e 90, praticamente tudo que se criava no computador era na verdade uma digitalização do mundo real.

A informática era basicamente uma transcrição do que se tinha impresso em papeis, livros, revistas ou similares.

Backup era algo muito complementar a infraestrutura de TI, e não necessariamente tinha um protagonismo como nos dias de hoje.

Com a virada do milénio e o advento da internet a cabo nas residências, mais e mais serviços surgiam para atender a necessidades dos consumidores e as empresas já não se perguntavam mais, se era ou não importante ter um site corporativo na rede mundial de computadores, a pergunta era, quando teriam seus sites publicados.

Lá por volta de 2005 já se sabia, que algumas informações produzidas nos computadores das empresas não tinha uma origem exclusivamente do mundo físico como era na década passada.

Um fato aqui que recordei agora.

Lembro de ter feito a minha primeira compra pela internet por volta de 2004, acho que foi um livro de algum jogo, não me lembro bem, mas foi bastante estranho comprar algo de casa e depois de algumas semanas receber a encomenda na porta.

Pois é, comprar algo hoje utilizando a internet e o smartphone nem parece tão novidade assim.

Mais a 20 anos, isso nem era uma realidade, quanto mais uma possibilidade.

Hoje empresas de qualquer seguimentos possuem alguma presença digital.

Nem que seja um checking feito por algum cliente, perfil no instagram ou até mesmo um número de WhatsApp.

Algumas empresas têm seu modelo de negócio tão conectadas ao mundo digital que se a internet deixar de existir, simplesmente sumiriam.

Mas espera aí Vinicius, lá vamos nós pensar em outra crise nesse momento?

Não não, não se preocupe, não vou aqui ficar imaginando como seria o mundo de hoje se a internet ficasse fora do ar.

O ponto que quero chegar aqui é o seguinte.

Sua empresa possui alguma presença digital?

Há, só para alinharmos.

Quando me refiro a presença digital não estou falando de redes sociais, canal no YouTube, hashtag, like like like.

Presença digital corporativa é quando a sua capacidade de venda ou de existência está fortemente apoiada na internet.

Por exemplo eu aqui Vinicius Perrott com o Papo Cloud.

A minha existência enquanto profissional é dividida em partes, sendo, ações do mundo on-premises que seriam aulas, palestras, eventos e grupos de debate que acabo realizando presencialmente.

Já o meu site, artigos, vídeos, redes sociais, podcasts (esse mesmo que vocês estão escutando agora) são a minha presença digital.

Digamos que o meu modelo de negócio é composto entre o mundo real e o virtual.

Bem… esse é o Papo Cloud, pequeno, simples e cheio de vontade de produzir mais e mais.

Agora vamos subir o nível.

Imagine uma Petrobas, Grupo Edson Queiroz, M. Dias Branco, Magazine Luiza, Eurofarma, Bayer, DeVry, grupo SER, Kroton (Pitágoras) e tantos outras empresas que existem.

Seus negócios estão e são tão digitais quanto qualquer rede social que você utiliza no dia a dia.

Se você compreende bem o contexto dos negócios digitas, também deveria saber que o backup vai muito além de ter uma cópia dos dados guardada em um canto escuro no datacenter.

Antes de continuar o tema e detalhar algumas alternativas de backup, importante deixar claro aqui.

NÃO EXISTE BACKUP PERFEITO.

E se você acha que o melhor é ter tudo em uma única solução, você NÃO está seguindo a velha frase que sua avó lhe dizia: – não coloque todos os ovos na mesma cesta.

A transcrição desse episódio e todos os materiais citados aqui, você vai encontrar em papo.cloud/064

Contribua com o Papo Cloud!

Baixe o aplicativo PicPay nas lojas do Android ou iOS e busque por Papo Cloud, você pode contribuir mensalmente a partir de R$3,50 (três reais e cinquenta) é menos que um cafezinho na padaria.

Cada contribuição que você faz, AJUDA MUITO a criarmos mais conteúdo na qualidade que você merece.

Quer ajudar ainda mais?

Compartilhe os episódios para seus amigos, em todas as redes sociais onde mais você estiver.

Para cada pessoa que você compartilhar o podcast, melhor vai ficando o nosso programa.

Mande seu comentário, estamos no Instagram e Twitter no @papocloud, visite nosso site papo.cloud e assine nossa News, se tiver algum tema ou sugestão escreva para [email protected].

Backup das aplicações e banco de dados você já deve dominar alguma solução.

Mas já parou para pensar que seria necessário fazer backup dos smarthphones, tablets, ponto eletrônico, coletor de dados, e-mails no Office 365, GSuite, aplicações em cloud e até mesmo alguma coisa que esteja em colocation?

Mas sem pânico, vamos pensar bem o que devemos ter e o que podemos fazer backup.

Lembre-se, entre ter que fazer e poder fazer, efetivamente são coisas diferentes.

E tenhamos calma, cada solução existe um custo e o por mais que você ache o melhor software da backup  do mundo, se ele não couber no ORÇAMENTO de nada adianta.

Aqui a regra: DIVIDIR PARA CONQUISTAR está mais presente do que nunca.

Então vamos dividir aqui.

Backup em fita, storage ou em cloud, são possibilidades reais sim para o seu ambiente.

Uma solução não exclui a outra.

LTO – Linear Tape-Open

Backup em Linear Tape-Open as LTOs tem capacidade de guardar grandes volumes sem ocupar tanto espaço físico, já que as fitas são compactas e praticamente cabem em qualquer canto do datacenter.

Lembrando que você deve ter um local seguro e de preferência fora o ambiente principal, para guardar as LTOs.

Em geral as fitas são uma ótima solução para salvar dados que requerem longas datas para permanecerem.

Elas não consomem energia e o fica disponível para acesso praticamente de imediato.

Possui vida útil de 15 a 25 anos seguindo as recomendações dos fabricantes.

Para grandes volumes de dados existe um problema que é o tempo para recuperação (isso envolve o acesso e leitura dos dados).

Volumes em terabytes podem levar horas ou até mesmo dias para serem restaurados.

Importante que seu plano de recuperação de desastre tenha o RTO e o RPO bem definido.

Mais sobre RTO e RPO vamos tratar em outro episódio, OK?

Storage

Backup em storage, tem uma grande vantagem que é a velocidade de recuperação, já que o acesso aos dados é praticamente imediato.

A velocidade de leitura e gravação estão limitados basicamente na velocidade dos discos que compõem o Storage e o seu conjunto de arrey.

Se você tiver discos SSD ou SAS de 15k RPM ou de 10k RPM até mesmo storage em all-flash vai impactar diretamente na velocidade de recuperação.

Mesmo um storage com discos SAS de 10k RPMs tem um desempenho um pouco superior as fitas LTOs.

O ponto de atenção aqui é o custo, já que o storage é um equipamento que fica ligado 24 por 7 e os discos são mais caros e possuem menor capacidade de armazenagem do que as LTOs.

Cloud Computing

Backup em Cloud Computing, em geral está ligado diretamente a soluções que já estejam sendo executadas em nuvem.

Mas isso não é uma regra absoluta e exclusiva.

Você pode e deve levar em consideração ter backup em nuvem, mesmo se a sua aplicação estiver on-premise.

O ponto de atenção aqui está para o link de internet (velocidade, disponibilidade e qualidade em geral), camadas de hospedagem (quente ou fria), custo constante.

A LTO uma vez que você comprar não requer custos futuros.

Storage, se por algum motivo não conseguir comprar mais discos ou renovar a garantia e suporte do equipamento, não terá custos futuros (sei que não devemos colocar backup em equipamento sem garantia, mas a vida real mostra outras realidades e também é um tema para um podcast futuro).

Backup em nuvem tem que ter um fluxo de caixa saudável e sempre constante.

Já que o dado mesmo em repouso a fatura no final do mês acaba chegando.

Aqui vai um ponto de atenção extra.

Se você tem um provedor e ele cobra em dólar, como está a sua conto nesse mês?

Estamos com um valor histórico de R$ 5,00 o dólar e isso é um fator preocupante sim na sua estratégia de backup.

Não somente de backup né!?

Reforçando.

Não existe uma única solução para backup o importante é você compreender o contexto do negócio da sua empresa e elaborar um plano que melhor se adapte ao negócio.

E ai o que achou do papo?

Aproveita que estamos no finalzinho desse episódio e entra lá no nosso grupo do Telegram, estamos continuando o bate papo desse episódio e de outros por lá.

Acesse http://bit.ly/papocloudtelegram

Agora olha que curioso dia 31 de março é dia mundial do backup e 1 de abril e o dia da mentira.

E se você está planejamento contratar serviços em nuvem ou já tem algum serviço implantado e queria revisar o seu planejamento para entender se está bem arquitetado, mande um e-mail para [email protected] que posso marcar um bate papo para te ajudar no seu projeto.

E ai?!

Tá na nuvem!

———

Apoiador(es) PicPay:

Arthur Moura

Samuel Camelo

E para o nosso último recado, se quiser participar do nosso grupo no Telegram, acesse http://bit.ly/papocloudtelegram
Veja outros podcast em https://www.papo.cloud/podcasts

clique aqui e assine
  • cover play_arrow

    Papo Cloud 064 – Dia Mundial do Backup
    Vinícius Perrott

Tagueado como: , .

Avaliar a postagem
Episódio anterior
Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.