• Home
  • keyboard_arrow_right Podcast
  • keyboard_arrow_right Destaque
  • keyboard_arrow_rightPodcasts
  • keyboard_arrow_right
  • keyboard_arrow_right Tá Na Nuvem 155 – Vale apena INSTÂNCIAS RESERVADAS em Cloud Computing?
play_arrow

Podcast

Tá Na Nuvem 155 – Vale apena INSTÂNCIAS RESERVADAS em Cloud Computing?

Vinícius Perrott 17 de agosto de 2020 3997 17 3


Background
share close

Você compreende bem a utilização de Instâncias Reservadas em Cloud Computing? Sabia que seus benefícios para a área de negócio vão muito além de desconto por pagamento antecipado?

clique aqui e assine

 

Backup protegido de ransomware é com a Backup Garantido.

Uma equipe de arquitetos em solução em Nuvem se junta para poder desenvolver uma nova solução, uma nova arquitetura para o seu projeto. Mas existe um conhecimento que é a interseção entre a área técnica e a área de negócio. Você sabe qual é?

É a chamada Instâncias Reservadas. Em geral, nada mais é do que você pagar um recurso antecipadamente. É mais ou menos assim: você informa o seu provedor de Nuvem que você vai utilizar determinados recursos técnicos por um período (a depender do período do seu contrato) e você já paga antecipadamente por esse recurso. E qual é a vantagem para a área de negócio? É você realmente ter um grande desconto sobre aquele recurso que já está previsto durante o seu contrato de computação em Nuvem.

O que são Instâncias Reservadas?

No seu planejamento de arquitetura de soluções em Nuvem você deve sim levar em consideração Instâncias Reservadas. Mas veja, são recursos técnicos voltados para instância. É, fica redundante. Porque instâncias não quer dizer que você vai ter uma reserva ou esse desconto por reserva na parte de storage, rede ou armazenamento de um determinado tipo de recurso. Em resumo, Instâncias são máquinas virtuais. 

Quando nós arquitetos nos posicionamos somente para trazer um desconto para área de negócio, a gente pode até achar que está sendo bom. Bem, esse benefício é importante, claro, todo mundo quer pagar menos. Porém, a empresa ao longo dos próximos três anos muito provavelmente vai mudar. Então, você tem que entender também que essa mudança vai refletir na sua arquitetura. Não vai adiantar se a estratégia de soluções em Nuvem for baseada em instâncias reservadas. Veja, o negócio muda e a arquitetura muda junto.

Saiba mais

E fica uma dica aqui de um artigo do Gustavo Alves no Linkedin: “Reservas do Azure: aprenda em 2 minutos”. No artigo, ele aponta vários aspectos importantes para o seu entendimento. Por exemplo: o que são reservas? Como elas funcionam? Qual o tempo de contratação? Como contratar e gerenciar? Cancelamento e trocas. E também como analisar se sua reserva trará benefícios.

E você que é arquiteto ou é da área de negócio, tem visto Instâncias Reservadas como parte da sua solução? Comenta lá no nosso grupo do Telegram.

Ansiedade

 

Instâncias reservadas

 

  • cover play_arrow

    Tá Na Nuvem 155 – Vale apena INSTÂNCIAS RESERVADAS em Cloud Computing?
    Vinícius Perrott

Tagueado como: , , , .

Avaliar a postagem
Episódio anterior
Episódios relacionados
Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.