play_arrow

Podcast

Soft Skills e Hard Skills, o que as empresas mais avaliam?

Vinícius Perrott 14 de outubro de 2021 4797 18 3


Background
share close

Olá, tudo bem?

Você é profissional de Tecnologia da Informação e quer dar aquela turbinada na sua carreira e se destacar no mercado em qualquer processo seletivo?

Então, seja bem-vindo ao Shark IT PodCast, um conteúdo exclusivo desenvolvido por especialistas em recrutamento e seleção de profissionais de TI e para profissionais de TI.

A cada episódio, traremos dicas, cases de sucesso, habilidades, oportunidades e muito mais. Tudo isso para te ajudar a turbinar a sua carreira de TI e se destacar no mercado de trabalho.

Eu sou Vinicius Perrott seja bem-vindo ao Shark IT PodCast.

Vinicius Perrott: Neste episódio, eu conto com a participação da Marilia Bueno, Tech Recruiter da Shark IT. Marilia, seja muito bem-vinda à nossa minissérie.

Marília: Obrigada Vinícius. É muito bom estar aqui, de novo, adorei participar a primeira vez. E é muito bom retornar aqui, com mais um tema, mais um assunto.

Perrott: Pois é. Esse tema agora Marília, você vai ter que nos ajudar a compreender. Primeiro Marília, contextualiza para a gente um pouquinho, o que que é essa diferença entre um hard skill e um soft skill, que a gente tanto vê, ouve, e lê, nas redes sociais, e literaturas específicas. E aqui também no PodCast. Contextualiza aqui para a gente, por favor.

Marília: Claro. A hard skill, ela é mais voltada para o conhecimento técnico do profissional. O desenvolvimento das atividades no dia a dia, colocando toda a sua experiência em prática. Diferente da soft skill, que é direcionada ao perfil pessoal daquele profissional. Então, as suas atitudes, o seu desenvolvimento, a sua interação com a equipe.

Perrott: Então, você está dizendo que a partir do momento que eu tenho essas duas áreas para eu me aperfeiçoar enquanto profissional, talvez já fique um pouco mais claro, mas, queria que você pudesse explicar um pouquinho melhor. Se eu tenho um hard skill muito forte, tenho muitas habilidades técnicas, e eu não tenho… eu deixo para o segundo plano meu soft skill, talvez eu possa ter um desequilíbrio aí, né? Como é que você vê isso?

Marília: Hoje Vinícius, as empresas estão buscando um profissional que tenha mais uma qualificação técnica. Então, uma boa qualificação técnica, principalmente na área de TI. Normalmente, a primeira avaliação para ver se realmente a hard skill do profissional faz sentido com a vaga, é o que a empresa busca. Assim, é avaliada a parte técnica, mas, jamais é deixada de lado a avaliação de perfil pessoal. Pois, por mais que o candidato tenha uma boa experiência técnica, as vezes o fit cultural não é aderente ao perfil da empresa, e vice-versa.

Perrott: Então, já aconteceu em vários casos, que aquele colaborador entra na empresa, ele tem um conhecimento extremamente específico, bem detalhado, bem aprofundado, mas, poucos meses depois, ele acaba se desligando, porque ali não teve esse tal do fit, né? Entre, não deu… o match rolou no primeiro momento, mas viu que as habilidades, e o soft skill não estavam batendo. Às vezes naquele momento do cafezinho, não era o que o funcionário buscava. E acaba se desligando. É comum acontecer isso?

Marília: É comum. Vou citar um exemplo para você Vinícius. Para uma vaga de gestão, é importante que o profissional tenha uma boa comunicação, uma resiliência, uma fácil adaptação, e mesmo que a experiência técnica seja extremamente boa, se não possuir as características de perfil pessoal da vaga, não irá exercer um bom trabalho, para aquela oportunidade.

Perrott: Então, você está dizendo que, mesmo para o time que atua na gestão, você aí que está nos ouvindo, sendo gestor, analista técnico, sabe que todas as áreas também precisam ter esse equilíbrio entre a capacidade de ter os hard skills específicos para a sua área, para a sua função. Mas também, os soft skills, ele entra mais associado de repente, um pouco também a cultura da empresa. Tem essa associação?

Marília: Tem essa associação sim. Na verdade, o que a gente tem que tentar manter, é sempre o equilíbrio entre as soft skills, e as hard skills. Portanto, acaba que as empresas buscam esse equilíbrio entre ambos. Vou até citar um exemplo para você Vinícius. Já houve vagas que o profissional foi aprovado, levando em consideração mais as suas soft skills, por exemplos. Pois, demonstrou mais um perfil dinâmico, flexível, esforçado, comprometido. Mas claro, sempre buscando uma harmonia, como eu falei, entre ambos. As soft skills, e as hard skills.

Perrott: Pô Marília, então você está dizendo aqui, uma dica excelente. Mesmo quem está nos acompanhando, de repente não tenha aquela habilidade técnica tão bem aprofundada, mas, obviamente, tenha um conhecimento, tenha os fundamentos bem construídos. Mas, o diferencial hoje, poderia dizer que o soft skill são as habilidades que fazem uma diferença no processo de seleção.

Marília: Sim.

Perrott: Só para reforçar aqui. Em nenhum momento, a gente está falando que o hard skill não importa. Importa sim. Mas as vezes, aquele momento não está tão bem equilibrado, e você ter um bom soft skill, vai te ajudar a passar para essa etapa. Você vê isso acontecer?

Marília: Sim, vejo acontecer. No caso de profissionais que estão em busca da primeira oportunidade na área de TI, ou um estágio, que estão ali aprendendo, acabaram de aprender, de se formar. E eles precisam então desenvolver aquela parte técnica. A gente avalia em primeiro momento, as soft skills, né. Como aquele profissional, está buscando aquela primeira experiência, é sempre bom ver se aquele perfil é dinâmico, se ele se expressa bem em equipe, se ele sabe lidar com o pessoal em equipe. Então, é o que influencia em um primeiro momento, em uma primeira oportunidade para um estágio.

Perrott: Bacana. Então, fica aqui a dica Marília. Para você que é profissional, seja iniciante, ou já um profissional de mercado com algumas datas né, de mercado. Fique sabendo, que o importante disso tudo, é sempre o equilíbrio. Nesse momento, também, é uma boa oportunidade para você se aprofundar no seu soft skill, nos seus hard skills, enfim, buscar o equilíbrio. Mas, nem tudo está perdido. Para você que está começando agora, trabalha essas habilidades suas que vai sair lá do outro lado, e ter sucesso na sua carreira. Marília, eu queria agradecer a sua participação aqui na nossa minissérie, e até a próxima oportunidade.

Marília: Até a próxima oportunidade Vinícius, pode contar comigo viu.

Se você gostou desse bate-papo, vai gostar mais ainda de ver todas as vagas disponíveis no site da Shark IT.

Vá lá. Acesse o site: sharkit.com.br.

Você pode encontrar uma vaga que seja para o seu perfil.

O link você encontra na descrição desse episódio no seu agregador de podcast favorito ou lá no site do Papo Cloud junto com a transcrição completa e material complementar.

Você tem alguma pergunta ou comentário?

Mande aqui para a gente pelo Instagram, @sharkitconsultoria.

Até o próximo episódio.

E aí?
Tá Na Nuvem?

Convido você a comentar lá no nosso grupo do Telegram: bit.ly/papocloudtelegram.

  • cover play_arrow

    Soft Skills e Hard Skills, o que as empresas mais avaliam?
    Vinícius Perrott

Tagueado como: .

Avaliar a postagem
Episódio anterior
Comentários (0)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será divulgado.